Tranças

A moda de trança desalinhada é muito charmosa e dá uma ar de jovialidade

Anúncios

Cabelo Joãozinho.



Os mistérios do cabelo-Joãozinho. Mais indecifráveis que os mistérios do Planeta, como diriam os Novos Baianos.
Acabei de ver aqui na avenida Paulista a melhor combinação do universo entre um rosto e um cabelo ao melhor estilo “Joãozinho”.
Até agora estou estátua. Que linda!
Ainda apertei a vagabunda câmera da janela do táxi, mas a moça submergiu na estação Consolação do metrô rumo ao Paraíso. Ela merecia tal destino.
Apertei só por desculpa. Preferia narrar mesmo sem a imbecilidade do retrato.
LINDA!
Pescocinho. Parecia uma galinha d´água mergulhando no açude do Penedo, no Sítio das Cobras, Santana do Cariri, por exemplo.
Jamais flagraria tanta beleza a olho nu.
Era a perfeição entre os derradeiros fios da nuca e o never more de Edgar A. Poe.
Juro, era melhor que a atriz Jean Seberg (na foto ai acima), aquela linda moça do filme “Acossado”, clássico de 1959 dirigido por Jean-Luc Godard.
Muito mais linda, misteriosa e “nouvelle vague” a anônima que me escapou de vista agora no metrô. Amanhã rastreio a deusa nas imediações.
Não tema, minha senhorita, só por apreciação estética mesmo. Sou um colecionador diário de tais alumbramentos e comoções.
O que mais interessa a flâneur de verdade?
(…)
Quantos mistérios num cabelo tipo “Joãozinho”.
Aquele corte que sempre intrigou a nós homens pelo que guarda de dúbio, anfíbio e, em muitos casos, andrógino.
Em alguns rostos, cai perfeito, ressaltando o que tem de mais belo nos traços, lente de aumento no brilho dos olhos… Era o caso da moça que acaba de tatuzar-se diante das minhas lentas retinas de velhor tarado.
Deixa quieto.
Mas não é para qualquer rosto tal corte ousado, todo cuidado é pouco nessa hora.
É mais para as mulheres de gestos pequenos e delicados do que para as mulheres mais atrevidas e selvagens –estas estariam mais para tranças, adeixas e mil segredos debaixo dos caracóis dos seus desleixos.
O “Joãozinho” ou “nambu”, como se diz em algumas regiões do país, é corte para aquela hora de reviradas na vida, ritual de passagem, transição amorosa, mudanças bruscas e malfazejos tantos.
E como é prático uma mulher com cabelos curtíssimos.
Ao acordar, por exemplo, ao lado de um novo possível namorado, não viverás o drama comum às fêmeas de cabelos longos, que já despertam, quando ainda não possuem a completa intimidade, em sobressaltos, preocupadas com o desalinho feito pelas supostas penas de gansos dos afogados travesseiros.

Como preservar hábitos de beleza sem prejudicar a saúde


Como preservar hábitos de beleza sem prejudicar a
 Unhas toda semana – com a mania dos esmaltes em alta, muita gente não abre mão de deixar as unhas sempre em dia. Certo mesmo seria não pintá-las toda semana, ou pelo menos dar intervalos maiores e hidratá-las. Se você não consegue ficar com as unhas sem nada, pelo menos tire o esmalte dois dias antes de ir ao salão. O uso contínuo não só dos esmaltes, mas também de acetonas e removedores, deixa as unhas fracas, ou seja, mais quebradiças e finas, que acabam dobrando facilmente. Se isso acontecer recorra a hidratação com cremes à base de uréia.
  Chapinha todo dia – quem não adotou o alisamento definitivo e não vive sem a chapinha deve tomar alguns cuidados. Cabeleireiros afirmam que ela não traz danos aos fios, desde que sempre você use antes produtos termoativados ou protetores térmicos. “Eles são ideais para quem costuma fazer chapinha ou escova em casa, porque não dá para fazer da maneira correta, na velocidade e distância que o profissional consegue”, explica o cabeleireiro Marcos Coraza. A temperatura também influencia – o correto é 190 °C. Para que as madeixas não fiquem ressecadas ou quebradiças, a dica é usar hidratantes à base de óleo, para repor a água perdida.
Maquiagem sempre – ela é liberada sim, mas desde que você tenha o cuidado de todos os dias manter o seu rosto hidratado e tirar os resíduos dos produtos com um bom demaquilante. Hoje em dia, a boa pedida é usar a maquiagem mineral. “Ela é composta de minerais ultrafinos, pulverizados e esterilizados, tornando-a uma maquiagem com mais aderência e fixação. Também não tem pigmento artificial. O efeito é uma pele natural e acetinada, além de todos os benefícios dos minerais à pele”, afirma Raissa Tange, gerente de produto da marca Revlon. 

Tingir os cabelos toda hora – a tintura não é tão agressiva quanto o descolorante. “Podemos dizer que atualmente os produtos têm mais ‘respeito’ pelo fio, pois contém hidrantes”, afirma Francisco Oliveira, hairstylist do Espaço Beleza Adf. Mesmo assim é importante manter intervalos de pelo menos 40 dias, para os cabelos naturais, e 20 dias, quando se trata de fios brancos, entre as aplicações. No caso da descoloração, Oliveira explica que se no processo as cutículas não forem fechadas, os fios estarão mais suscetíveis às agressões, portanto, os cabelos ficarão opacos, sem vida e quebradiços. 
Um bom recurso é usar o tonalizante. “Ele tem justamente a função de fechar as cutículas. Aplicamos o produto no final do procedimento não apenas para suavizar a cor, mas também para proteger os fios e dar brilho”, diz Oliveira.
Para quem abusou na coloração, o hairstylist indica fazer hidratações no salão, também chamadas de reconstrução capilar – um método que penetra o produto no fio. Se o mesmo processo for feito com alguma chapinha, ele recebe o nome de cauterização. O instrumento quente vai ter a função de selar o ‘hidratante’ nos fios formando um filme protetor.
crédito:

hidratação em casa

HIDRATAÇÃO DE PROFISSIONAL… em casa!

Quem nunca se sentiu uma estrela de comercial de xampu depois de fazer uma hidratação no salão de beleza? O efeito é tão bacana que dá vontade de repetir em casa. É possível? Claro que sim. 
Preparação
Lave bem os cabelos para a máscara penetrar direito nos fios, eles precisam estar limpíssimos. Lave-os com o xampu de costume fazendo uma massagem suave, a operação deve se repetir por no mínimo duas vezes.
Enxágue & Enxágue…
A fim de garantir que não fiquem resíduos do xampu, jogue os cabelos para baixo e deixa a água escorrer.
Confira a temperatura
Para remover melhor a sujeira, é recomendável que a águia fique mais pra quente do que pra fria, para não danificar os fios.
Seque com uma toalha
Aperte os cabelos com uma toalha até retirar 80% da água, sem o excesso de água a máscara não se diluiu o que faz com que o efeito dela seja potencializado.
Desembarace os fios
Deixe-os soltinhos para que a máscara penetre com facilidade e se distribua de maneira uniforme em todas as mechas.
…aplicar…
O ideal é repartir o cabelo ao meio, calcular três dedos a partir da raiz e aplicar a máscara começando por essa linha e deslizando até as pontas, a raiz deve ser preservada para não ficar oleosa com o creme. Faça uma leve massagem para que os fios absorvam os nutrientes.
Aqueça bem
Coloque a touca térmica por 15 minutos. O calor potencializa a ação do hidratante pois dilata a cutícula dos fios, permitindo melhor absorção. Para quem não tem touca térmica é só envolver as madeixas em filme plástico ou papel alumínio e esperar meia hora. Só não ultrapasse esse limite, senão os fios ficarão pesados.
…brilhar!
Enxágue de novo
Para retirar o produto a água deve estar mais fria do que pra morna. Assim, não levará embora todo o efeito conquistado graças ao hidratante.
Seque os fios
Remova o excesso de água com uma toalha seca , principalmente na raiz para arejar o couro cabeludo, se for usar secador ou chapinha use um produto termoativo para proteger os fios.
Conserve o brilho conquistado!
Para manter os cabelos sempre saudáveis, bonitos e com movimento, siga todos os passos da hidratação há cada 15 dias!