Bolsa e necessaire – Kasmir

Lindo conjunto de bolsa e necessaire. Gosto  de estampa kasmir, acho muito chique e atemporal.

Abaixo um pouco da origem dessa estampa.

“KASHMIR, a história de um clássico

Recentemente uma aluna me perguntou qual a verdadeira origem e significado da estampa “cashmere”, ou “paisley”, como ficou conhecida no ocidente essa clássica figura em forma de gota cadente rendada e floreada, e que representa a Índia como padrão. Para contar a história dessa bela estampa me lembrei de meus tempos de criança em Bauru, quando ouvia de minha avó a expressão “quem conta um conto, aumenta um ponto”, me explicando a origem das estórias e lendas. Isso porque a história do kashmir (é a grafia correta do hindi) está repleta de lendas.
A origem do grafismo em gota é remotíssima e de significados vários, que lhe foram sendo atribuídos em épocas distintas. Acho que nenhum outro desenho tem uma história tão complexa como o kashmir, nome da região que o popularizou em seus tecidos de lã finíssima, quando era o padrão mais executado nos teares do vale da Caxemira, no norte da Índia, a partir do século XVI. Tanto a lã de excelente qualidade quanto a padronagem se tornaram extremamente valorizados no ocidente. Seu nome original no entanto é “safavidia”, e surge na Pérsia do século XIV, como ornamento, durante a disnastia Safavid (1501-1736), e sua forma de semente ou lágrima era utilizado em composições florais. A origem dessa figura remonta ao surgimento do zoroastrismo, no século VI a.C, sendo um de seus símbolos (representava a natureza e os seres vivos). Sua forma, no entanto, ainda não estava definida como conhecemos hoje.
        
Cunha portuguesa em formato de kashmir /Séc. XVIII     Chita de Alcobaça com barrado de kashmir /Séc. XIX
Levado para a Índia e Paquistão pelos parsis, persas zoroastristas que se estabeleceram nessa região por volta do século XV, esse grafismo ganha o nome de “buta” (com flores) e tem uma forma de folha, pontuda em uma lateral e arredondada em outra, lembrando mesmo uma semente, e ainda hoje é executado assim em algumas regiões do Paquistão. Sua forma definitiva, com uma ligeira inclinação da figura e uma voluta em espiral na extremidade pontuda, será uma homenagem dos parsis, que passaram por grandes dificuldades em sua chegada a Índia, à “mankay”, termo da língua tamul que denomina nossa conhecida e popular fruta manga (sagrada para os indianos, já que floresce e frutifica nas monções e fora delas, nos tempos secos).
 Manga, a fruta.
No formato da semente e da fruta da manga, o buta ganha sua forma definitiva e passa a ser executado com ornamentos de flores e folhas, representando abundância e prosperidade. Sua estampa é usada em festas no início das colheitas e simboliza a fartura para os povos do sudeste asiático. Sua chegada no ocidente precede os tecidos e xales de lã da Caxemira, trazidos pelas damas européias oitocentistas, pois já no século XVII tecidos importados pelos navegadores europeus da Ásia já apresentavam esses motivos (os “pintados” indianos, entre outros). A partir do século XVIII tecidos começam a ser fabricados com essa estampa na cidade escocesa de Paisley, que legou seu nome ao padrão produzido na Europa. Foi um verdadeiro hit da moda belle époque, ornando desde vestidos e bolsas femininas até acessórios masculinos, como lenços e gravatas. Um diamante lapidado nesse formato enfeitava o pescoço da dançarina exótica e dublê de espiã Mata Hari (essa jóia recebeu o nome de “Olho do Sol”, em homenagem a sua glamourosa e desafortunada dona)*.
   
 Estampas diversas de Kashmir
Mas, “quem conta um conto, aumenta um ponto”, e essa bela figura já recebeu inúmeras interpretações, algumas poéticas, como sendo o “punho de Krishna”, outras filosóficas, inclusive representando uma das polaridades do símbolo chinês Ying-Yang, as forças centrífuga e centrípeta que produzem a energia vital, e outras bastante simplórias, como a que determina que fosse a forma do punho fechado impresso por artesãos em tecidos. São todas belas estórias, e não passam disso.
O buta, ou kashmir, ou paisley é a magnífica representação de um fruto, e quem já viu uma frondosa mangueira carregada de suas frutas, seja aqui ou na Índia, entende plenamente seu significado. Foi debaixo de uma dessas grandiosas árvores que eu brinquei minha infância no quintal de meus avós, lá nos longínquos anos 60, em Bauru, lembranças que esse belo desenho me  traz de volta agorinha, escrevendo esse texto.
* Ver o post “Mata Hari e batik javanês” em 27/08/07

 Escrito por Celso Lima às 17h32 “

Anúncios

Bolsa – organizador para costura

Achei este pap muito interessante, bem explicado  e facil de fazer. Espero que gostem

Que tal fazer uma bolsa para colocar nossas costuras?
Simples e muito prática para carregar e organizar o material que estamos usando.

Você vai precisar de 50 cm de 2 tecidos diferentes, entretela com cola, 1 botão e mais enfeites que gostar.
organizador para costura-49organizador para costura-51
O molde é esse e está riscado em 2 partes para que não haja distorção no tamanho da bolsa.
29-04-2011 09;59;52
Imprima 2 vezes o molde e corte as 2 partes.
Cole as 2 partes com fita adesiva.
Dobre uma folha de qualquer papel maior que os moldes e dobre ao meio.
organizador para costura-2organizador para costuraorganizador para costura-1
Risque o molde da bolsa na dobra do papel.
Recorte o molde com o papel dobrado.
organizador para costura-3organizador para costura-4
organizador para costura-5
Ficará assim.
organizador para costura-6organizador para costura-7
Coloque o molde no pano escolhido, risque e corte 2 vezes em cada tecido deixando uma margem para fazer a costura.
organizador para costura-13organizador para costura-9
Ao final você terá 4 peças em 2 tecidos diferentes.
organizador para costura-11
Cole um dos tecidos na entretela.
organizador para costura-15organizador para costura-17
Una o tecido com entretela colada com o outro tecido (direito com direito) que não tem entretela colada.
Costure a volta deixando uma pequena abertura para desvirar o tecido.
organizador para costura-18organizador para costura-19
Depois de costurado recorte a volta do pano deixando somente uns 5mm.
organizador para costura-20organizador para costura-21
Vire para o lado direito….
organizador para costura-22organizador para costura-23
…e passe a ferro para assentar as costuras.
Proceda da mesma maneira com os outros 2 tecidos.
organizador para costura-28organizador para costura-24
Escolha o lado que vai ser o direito e una-os.
Marque uns 20 cm de baixo para cima e costure a máquina.
Costure o fundo da bolsa.
organizador para costura-25organizador para costura-26
organizador para costura-27
Vire para o lado direito.
organizador para costura-29organizador para costura-30
Passe a ferro.
organizador para costura-32organizador para costura-31
Dobre as pontas do fundo da bolsa em sentido contrário, marque 3 cm e levante para cima.
organizador para costura-33organizador para costura-34
Costure.
organizador para costura-38organizador para costura-37
A bolsa ficará assim.
organizador para costura-36
Escolha um botão, costure numa das alças.
organizador para costura-39organizador para costura-40
Marque e corte na outra alça a abertura para o botão.
organizador para costura-41organizador para costura-42
Para fazer a casa do botão, costure a volta da abertura com um ponto de bordado.
organizador para costura-43organizador para costura-44
Eu escolhi esse.
st_blank
Ficará assim.
organizador para costura-45organizador para costura-46
Enfeite se desejar.
organizador para costura-47organizador para costura-50
E depois é só colocar suas coisinhas e ficar tudo organizado.
organizador para costura-56organizador para costura-54
Eu adorei ter feito. Achei muito prático e fácil de fazer.
Se fizer menorzinho pode virar uma cestinha para colocar pregadores de roupas.
organizador para costura-60

Pap bolsa de crochet

 Este trabalho pertence ao blog: agulhascloridas.blogspot.com, que achei  na net e esta muito bem explicado.

PAP FAT BAG DE CROCHE



Começe com 17 corr. Faça 5 pontos, dois pontos na mesma corr formando um V, cinco pontos no meio, mais outro V, mais cinco pontos. Depois você aumenta para cada carreira um ponto de cada lado, então seria 6 p o V de aumento 5 p do meio, mais outro V, mais 6 p. Depois sete e assim sucessivamente……até chegar com 26p. Dai para com o V do meio e trabalha um ponto sobre o outro por 28 carreiras.
Agora começe as diminuições. Onde antes você fazia o V do aumento bem no meio agora você pega dois pontos juntos, diminuindo assim os pontos. 26p, pega dois juntos, mais 5p do meio, mais dois juntos, mais 26p. Depois serão 25 pontos e assim sucessivamente até chegar 5 pontos do inicio do trabalho.Aqui a Fat esta pronta, repare como o fundo fica saliente no trabalho. É onde tem os aumentos e dimunuições
Agora faça ao redor de todo o trabalho uma carr de ponto baixo. Um ponto baixo para cada ponto ou carreira. Depoi vc faz mais uma carreira de ponto baixo, mas dai a cada dois pontos baixos vc diminui um. Faça 6 carr de ponto baixo só onde mostra a foto, deixando os cantos livres e diminuindo conforma vc achar que é necessario. Eu termino com 28 pontos baixos.
Encape uma mangueirinha de nivel. Eu corto ela com 45cm emendo com colinha de cano e esquento um pouquinho no fogão rsrsrsrs e encapo com a linha dupla, escondendo a emenda
Costure as alças

Costure a flor. Olhe como fazer a flor AKI no meu pap da florzinha. Usei a mesma receita porem com fio duplo da anne.

Uma dica: para ficar maior ou menor, aumente ou diminua o numero de carreiras ou pontos. A minha ficou com 30cm de comprimento e 36cm de altura com as alças.
Coloque o forro com os imas ja colocados. Costure com linha de nylon… rsrsrsrs minha costura não é aquilo sabem…Pronto!! Esta linda a FAT BAG!! Qualquer duvida só perguntarem ok? Não esqueça que seu comentario é precioso pra mim!!
Encomenda pronta!!


A mais nova da turma

Esta linda menina é minha mais nova aluna. Ela  só tem 17 aninhos e já entrou na Faculdade de Moda. Esta fazendo curso de costura comigo,  porque quer entrar com os dois pés direitos. rrrrrr…. 

Uma menina determinada, que sabe bem o que quer,   apesar da pouca idade. Um pequeno detalhe, ela  é minha priminha.

Pelo primeiro trabalho da para ver que ela tem muito futuro, porque é muito caprichosa.

This beautiful girl is my youngest student,  she has only 17 years old and has already entered the School of Fashion. She is doing the sewing course with me cause he wants to go with two right feet. rrrr    She is  determined and really  knows what she wants, despite of her  little age.   A small detail,  she is my cousin.                                                                                         For her  first job I could see that she has a great future because she  is very capricious as you see.

Bolsa de hexagonos

A grande maioria das bolsas de revistas japonesas são uma perdição. Esta aqui, feita com hexágonos, é relativamente facil, o grande diferencial são os tecidos – lindos, o bordado que dá um charme e a alça que me parece ser em crochet.
Um dia, quem sabe, se tiver tempo faço uma dessa para mim

Posted by Picasa

Bolsa de mão

Há tempo atras fiz uma bolsa igualzinha a esta.  A diretora de minha filha trouxe este modelito da França e me pediu que fizesse uma igual, mas em veludo.  Quebrei a cabeça pois não tinha molde, mas depois de muita observação, desenho e desmanche acertei e ficou ótima.  Agora que não presciso mais achei o molde, que gostaria de compartilhar com voces.  Vale apena fazer, pois ela fica uma graça e dependendo do tamanho e do tecido serve para muitas  ocasiões