Cesta de Papel

Desconhecendo o autor deste PAP

1. Corte e dobre o papel em tiras compridas. Quando maior você quiser a cesta, mais compridas as tiras devem ser.

2. Costure na máquina a borda das tiras, para que fiquem firmes. Caso você não tenha máquina de costura ou habilidades para isso, você pode fazer esse acabamento usando um agrafador.

3. Entrelace as tiras, começando pela base (do tamanho que preferir) e depois subindo. Utilize cola para segurar.

4. Use clips para auxiliar no processo e ir deixando a peça firme.

5. Esconda as pontas das tiras horizontais nas tiras verticais, e não esqueça de colar.

6. Quando chegar na altura desejada, esconda as pontas das tiras verticais por dentro do cesto, prendendo junto com as outras tiras.

Anúncios

Conquita



Livre não sou, que nem a própria vida 
Mo consente. 
Mas a minha aguerrida 
Teimosia 
É quebrar dia a dia
Um grilhão da corrente.

Livre não sou, mas quero a liberdade.
Trago-a dentro de mim como um destino.
E vão lá desdizer o sonho do menino
Que se afogou e flutua
Entre nenúfares de serenidade
Depois de ter a lua!”

Miguel Torga, in ‘Cântico do Homem’

Saudade



Saudade – O que será… não sei… procurei sabê-lo 

em dicionários antigos e poeirentos 

e noutros livros onde não achei o sentido 

desta doce palavra de perfis ambíguos. 

Dizem que azuis são as montanhas como ela, 

que nela se obscurecem os amores longínquos, 

e um bom e nobre amigo meu (e das estrelas) 

a nomeia num tremor de cabelos e mãos.



 Hoje em Eça de Queiroz sem cuidar a descubro, 

seu segredo se evade, sua doçura me obceca 

como uma mariposa de estranho e fino corpo 

sempre longe – tão longe! – de minhas redes tranquilas. 

Saudade… Oiça, vizinho, sabe o significado 

desta palavra branca que se evade como um peixe? 

Não… e me treme na boca seu tremor delicado… 

Saudade… 

Pablo Neruda

Meu estilo: Camisa com Swarovski

Olá meninas!

Depois do post da Melissa com Swarovski chegou a vez das camisas Dudalina, que convenhamos são deslumbrantes. Tirei as fotos no desfile do Reinaldo Lourenço no SPFW realizado na FAAP – lugar super glamoroso e chic, adorei conhecer.

A camisa azul tem o colarinho todo cravejado de cristais e ganhou mais destaque combinada a calça branca, um luxo! É da nova coleção Firenze da marca, em breve post aqui.

Obrigada a Sil nossa modelo que participou gentilmente do post de hoje.

Bjinhos,

Josi

Ver o post original

Como assim, ‘Coleção Resort’???

BLOG DO EMPÓRIO MARROQUIM

Olá Fashionistas!

O estilo resort surgiu (resort wear ou cruise wear) em uma época em que quem podia passava férias e feriados em lugares ensolarados como Las Vegas, Marbella, Bahamas, Palm Beach ou o Caribe. Essa turma abastada necessitava de roupas de qualidade, mas que fossem mais confortáveis, despojadas, fáceis de transportar, frescas e de manutenção mais simples, tudo sem perder a elegância, of course… Uma das estrelas era o estilo náutico! Faz sentido?

Mas eis que, em anos mais recentes, a Indústria da Moda vem percebendo a popularização de destinos bem parecidos com os antigos freqüentados pelas mesmas pessoas que buscavam elegância e praticidade, agora em momento férias ou para residência… TUDO de bom!!!

Comparável ao nosso ‘alto verão’, atualmente, todo tipo de peça ou acessório pode ser encontrado no estilo resort. Os temas vão do náutico a estampas como as havaianas, as florais ou as de temas aquáticos. A…

Ver o post original 93 mais palavras