lixinho para carro

Mais um lixinho feito para uma cliente.  Ela adorou e eu também.
Esses lixinho para carro são muito práticos.  São forrados com plástico o que impede, caso seja colocado alguma garrafinha ou copinho com algum liquido, que suje o carro. 
Não jogue lixo pela janela do carro.  Precisamos manter o meio ambiente limpo.

Técnica do falso marmore

Essa técnica é fácil e fica perfeita!!
Voce vai precisar de tinta para madeira pva e brilante, vela normal,  lixa 220, uma colher,  peça de mdf e secador de cabelo para acelerar a secagem

1- Escolha a peça a ser pintada.
2- Prepare como de costume ( c/ fundo branco e lixada).
3- Passe uma mão de tinta brilhante na cor gelo ou marfim (são as que dão um efeito mais bonito), espere secar, e depois
4- Acenda a vela e com a parte interna da colher vc vai direcionando aquela fumacinha que sai do pavio                ( pretinha)  para o lugar da peça que vc quer marmorizar. A fumaça bate na colher e vai p/ o lugar que vc está comandando! Entendeu??
   Obs.: como a tinta é um tipo de verniz, não há necessidade de envernizar antes de fazer a decoupage.  Escolha um o guardanapo que quer usar para fazer a decoupage,  e cole na peça como de costume.  Finalmente envernize a peça, e pronto. 


Como viver a vida, por Regina Brett – 90 anos

 Na realidade Regina Brett não tem 90 anos, nem esta perto de ter, esta na faixa dos 50 anos. É colunista do “The Pain Dealer” un jornal real de Cleveland, Ohaio.  O toque dos “90 anos” foi dado por alguém para que a história pudesse impressionar um pouco mais, mas não precisava. Uma pessoa mais jovem pode ter vivencia para escrever o lindo texto que se segue:

Escrito por Regina Brett, 90 anos de idade, que assina uma coluna no The Plain Dealer, Cleveland, Ohio 

“Para celebrar o meu envelhecimento, certo dia eu escrevi as 45 lições que a vida me ensinou.
É a coluna mais solicitada que eu já escrevi.”
Meu hodômetro passou dos 90 em agosto,  portanto  aqui vai a coluna mais uma vez:

1. A vida não é justa, mas ainda é boa.
2. Quando estiver em dúvida, dê somente o próximo passo, pequeno .
3. A vida é muito curta para desperdiçá-la odiando alguém.
4. Seu trabalho não cuidará de você quando você ficar doente. Seus amigos e familiares cuidarão. Permaneça em contato.
5. Pague mensalmente seus cartões de crédito.
6. Você não tem que ganhar todas as vezes. Concorde em discordar.
7. Chore com alguém. Cura melhor do que chorar sozinho.
8. É bom ficar bravo com Deus. Ele pode suportar isso.
9. Economize para a aposentadoria começando com seu primeiro salário.
10. Quanto a chocolate, é inútil resistir.
11. Faça as pazes com seu passado, assim ele não atrapalha o presente.
12. É bom deixar suas crianças verem que você chora.
13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que é a jornada deles.
14. Se um relacionamento tiver que ser um segredo, você não deveria entrar nele.
15. Tudo pode mudar num piscar de olhos. Mas não se preocupe; Deus nunca pisca.
16. Respire fundo. Isso acalma a mente.
17. Livre-se de qualquer coisa que não seja útil, bonito ou alegre.
18. Qualquer coisa que não o matar o tornará realmente mais forte.
19. Nunca é muito tarde para ter uma infância feliz. Mas a segunda vez é por sua conta e ninguém mais.
20. Quando se trata do que você ama na vida, não aceite um não como resposta.
21. Acenda as velas, use os lençóis bonitos, use roupa chic.  Não guarde isto para uma ocasião especial. Hoje é especial.
22. Prepare-se mais do que o necessário, depois siga com o fluxo.
23. Seja excêntrico agora. Não espere pela velhice para vestir  roxo.
24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.
25. Ninguém mais é responsável pela sua felicidade, somente você..
26. Enquadre todos os assim chamados “desastres” com estas palavras ‘Em cinco anos, isto importará?’
27. Sempre escolha a vida.
28. Perdoe tudo de todo mundo.
29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.
30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo ao tempo..
31. Não importa quão boa ou ruim é uma situação, ela mudará.
32. Não se leve muito a sério. Ninguém faz isso.
33. Acredite em milagres.
34. Deus ama você porque ele é Deus, não por causa de qualquer coisa que você fez ou não fez.
35. Não faça auditoria na vida. Destaque-se e aproveite-a ao máximo agora.
36. Envelhecer ganha da alternativa — morrer jovem.
37. Suas crianças têm apenas uma infância.
38. Tudo que verdadeiramente importa no final é que você amou.
39. Saia de casa todos os dias. Os milagres estão esperando em todos os lugares.
40. Se todos nós colocássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos todos os outros como eles são, nós pegaríamos  nossos mesmos problemas de volta.
41. A inveja é uma perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.
42. O melhor ainda está por vir.
43. Não importa como você se sente, levante-se, vista-se bem e apareça.
44. Produza!
45. A vida não está amarrada com um laço, mas ainda é um presente. 

Organizador de costuras

Navegando pela rede, achei este pap de organizador muito bom.  Vou fazer um para mim, também e quado estiver pronto vou postar para voces.  Divirtam-se!
Ops!  ia me esquecendo do mais importante, a autora da arte é a Clara do blog Clara Costuras

IMG_6563

Achei bem prático porque além do pin cushion, tem também essa cestinha pra colocar as sujeirinhas de fio e um lugar pra colocar tesoura, desmanchador etc. Tudo ali, pendurado na berinha da mesa ou no braço do sofá.

IMG_6564

Na mesa ou no sofá, tudo organizado e limpo…

Essa semana resolvi exacutá-lo e, minha filha, quantos detalhes!

Domei o bicho e fotografei cada passo, pra não ter dúvida.

A lista de material está em POLEGADAS ao invés de centímetros. Isso porque tenho tido desagradáveis surpresas ao converter as medidas. Algo dá muito errado no arredondamento. Parece que tudo sai do lugar. Enfim, facilmente a sua fita métrica vai ter a medida de polegadas no verso dos centímetros, ou seja, facinho.

Organizador de costuras

  • Retalhos da estampa A (usei verde):
  • 9 x 14 para o forro da cestinha
  • 5 x 5 para a frente do pin cushion
  • Retalhos da estampa B (usei de florzinhas):
  • 7,5 x 23 para o porta-treco
  • 1,5 x 10 para o prendedor da cestinha
  • 5 x 5 para a parte de cima do pin cushion
  • Retalhos da estampa C (usei de bolinhas):
  • 9 x 14 para o lado de fora da cestinha
  • 2 retalhos de 2,5 x 9 para a borda da cestinha
  • 2 retalhos de 3 x 10,5 para a parte de baixo do pin cushion
  • Outros materiais:
  • 2 cortes de entretela para esses 2 retalhos (2,5 x 9)
  • 1 corte de entretela para o prendedor da cestinha (1,5 x 10)
  • 1 retalho de feltro para o centro do pin cushion
  • 1 retalho de 9 x 9 para o forro do enchimento de arroz
  • 1 xicara e meia de arroz cru
  • 1 retalho de manta acrílica de 6 x 10
  • 1 botão
  • Máquina de costura
  • Agulha para costura a mão

Tempo
1 hora

Vamos lá!

IMG_6499

Primeiro, cole as entretelas nas peças que precisam: as bordas da cestinha e o prendedor.

IMG_6500

Cestinha

Os dois pedaços grandes, da parte da frente e do forro da cestinha. Dobre cada um no meio, frente com frente. Prenda os lados com alfinete e marque uma linha para as costuras: 1/2 polegada para a frente e 5/8 para o forro.

IMG_6501

Passe a costura na marca que você acabou de fazer, nas duas peças.

IMG_6503

Dê um pique no cantinho da costura, embaixo, nas duas peças, como na foto:

IMG_6504

Abra as costuras pra fora e prense com o ferro de passar. Vai ficar assim:

IMG_6505

Abra o fundo da costura e faça uma marca de 1/2 polegada. Isso é quase 4 cm.
Faça isso nos dois lados das duas peças.

IMG_6506

Passe a costura nessa marca:

IMG_6507

Dê um respiro da costura e corte o restante do pano.

IMG_6509

Avesso com avesso, prenda os fundos com alfinete.

IMG_6510

Costure as duas peças juntas.

IMG_6511

Se quiser, pode usar um zigue-zague nas bordas só pra não desfiar.

IMG_6512

Pode fazer a mesma coisa nas bordinhas da cestinha, que agora ja está montada:

IMG_6513

Agora as bordas. Frente com frente, marquinha da costura com 1/2 polegada.

IMG_6514

Mãos a obra!

IMG_6515

Faça uma dobra de 1/2 polegada em somente um dos lados. Prense com o ferro de passar.

IMG_6516

Prenda a peça na borda da cestinha, como está na foto, e passe a costura na borda da cestinha.

IMG_6517

Vire a faixa que você acabou de costurar pra fora e dobre ela pra dentro.

Vai ficar assim:

IMG_6520

Saquinho de arroz

Dobre a peça de 9 x 9 no meio e costure 2 dos 3 lados abertos, deixando um dos lados menores abertos.

Vai ficar assim:

IMG_6521

Coloque o arroz cru com cuidado pra não fazer sujeira!

IMG_6522

Prenda a metade do saquinho para manter o arroz na parte fechada e não fazer cáca na hora de costurar o último lado.

IMG_6523

Depois de fechado, você pode tirar o alfinete e espalhar o enchimento.

IMG_6524

Porta-trecos

Agora dobre e alfinete o retalho grande, do porta-treco, no meio, frente com frente:

IMG_6525

Passe a costura nos dois lados, subindo pelo fundo dobrado, a uma distância de 1/2 polegada também.

IMG_6526

Desvire a peça pelo lado de cima e puxe o fundo, fazendo um ‘bolso’ de 3,5 polegadas.

IMG_6527

Esse ‘bolso’ vai ser preso com um pesponto, na 3 bordas já fechadas pelo avesso.

IMG_6529

Faça as divisões do porta-treco como desejar, subindo uma costura do fundo até o alto do bolso e arrematando lá em cima.

IMG_6530

Faça divisões somente em um lado do bolso. A outra metade será ocupada pela cestinha.

IMG_6531

A tira do prendedor da cestinha deve ser dobrado no meio e, depois, feita uma dobrinha nas bordas do tecido, pra que elas fiquem pra dentro. É nessa bordinha que você vai passar a costura.

IMG_6532

Junte as duas pontas, formando um “U” na parte de baixo. Dobre essa volta como está na foto:

IMG_6533

Posicione o prendedor na parte que você deseja que a cestinha fique:

IMG_6534

Passe a costura.

IMG_6535

Pin cushion

O primeiro passo do pin cushion é juntar as 3 partes da frente (que vai ficar pra cima): 2 retalhos e o pedacinho de feltro no meio,entre os 2.

IMG_6537

Você vai ficar com uma “tira” assim:

IMG_6538

Agora é hora de lidar com aquelas duas tiras iguais, de 3 x 10,5.

Prenda o porta treco, borda com borda, em uma das tiras, atrás de tudo, como está na foto:

IMG_6539

Agora prenda a outra tira, borda com borda, na frente, com o avesso virado para você.

Faça uma marca de cada lado, a mais ou menos 2 polegadas das bordas. Você vai costurar defora pra dentro, da borda até essa marca.

IMG_6540

Feito isso, sabe essa parte que está no avesso pra você? Abra essa parte, virando-a pra cima.

Agora que ela está com a frente a mostra, junte a frente dela com a tira que fizemos no início da montagem, com o felto. Frente com frente, é claro.

Preste atenção:

IMG_6541

Passe a costura nessa borda que você acabou de alfinetar.

IMG_6542

Vai ficar assim:

IMG_6543

Agora você vai desvirar a peça. Pra não ficar difícel, enrole o porta-treco e prenda com um alfinete. Ele vai ficar dentro do pin cushion, veja:

IMG_6544

Alfinete a borda que esta aberta e feche ela inteira na costura.

IMG_6545

Esse é o reasultado: borda toda fechada.

IMG_6548

Voc6e vai desvirar a peça pela abrtura entre as duas tiras da mesma estampa:

IMG_6549

Tcharam!

IMG_6550

Aproveite essa abertura para colocar a manta acrílica. Estique bem esticadinho.

IMG_6551

Vai ficar assim:

IMG_6552

Agora vem a parte difícil!

Colocar o saco de arroz. Vai que com jeito dá.

IMG_6553

Depois, amasse bem amassadinho pra espalhar o enchimento e deixar bem uniforme.

IMG_6554

Não esqueça que você vai ter que fechar a mão aquela abertura e pregar um botão na cestinha pra poder pendurá-la.

IMG_6555

Prontinho!

IMG_6564

Na mesa ou no sofá, tudo organizado e limpo…

IMG_6563

Se for guardar, também dá pra deixar tudo juntinho!

IMG_6565

http://claracosturas.blogspot.com/

Pequeno Manual das Neuroses Manuais

Achei este texto na net que pertence a Elisa do blog: ela-fala-e-sai-andando e me identifiquei com o texto. Acho que sou eu!

Nem tudo são flores (de feltro) no mundo craft. Existe muita, muita tensão e chegou a hora de abrir a caixa preta (estilo vintage de MDF betumado). Vou mostrar o lado escuro do mundo da fofura, enumerando as 4 fases pelas quais passamos ao perceber que temos alguma habilidade manual. Momentos da mais pura psicologia de botequim. Ou melhor. De atelier.
(1) Fase da Onipotência: Nesta fase acreditamos que com uma boa tesoura e um rolo de 10m de fita de bolinhas dominaremos o mundo. Comprar presentes? Roupas? Bolsas? Pra quê? “Faço isso com um pé nas costas!” “Plataforma de Petróleo? Me dê uns pedaços de MDF, um pouco de cola e…” . Alerta vermelho: McGuiver já era, o dono do shopping tem uma família para sustentar e o capitalismo precisa de você! Seja razoável!
(2) Fase da Customização Obsessiva Compulsiva: Danou-se! Nada mais escapa do seu “toque pessoal”. Sapatos, móveis, latas de leite em pó… É só bater o olho num objeto meio sem graça e pronto: “ficaria legal com outra cor”, “ficaria bem melhor recoberto de tecido” “e se eu virar de cabeça para baixo, colar num cabide e…”. Fase crítica! Você só perceberá que precisa de ajuda quando já estiver na segunda demão de pátina provençal na careca do marido. Seja forte! E não faça capinha pro botijão de gás! (Jamais!)
(3) Fase do Apego: Você comprou os mais lindos papéis para scrapbook do universo e de tão apaixonada toma um tarja preta cada vez que pensa em usá-lo em um projeto. Nada nem ninguém é digno e merecedor do seu material favorito. “E se não encontrar mais para comprar?”, “E se pararem de fabricar?”, “ E se a indústria papeleira for extinta?”. Você tem pesadelos com ataques de gafanhotos comedores de papel e acorda suada. Gente: um dia eles vão crescer e nos deixar sozinhas. Papel de scrapbook a gente cria para o mundo.
(4) O ataque do Caboclo Tranca Atelier: A agulha quebrou. A linha embolou. A tinta empelotou. O caseado está troncho. A cola manchou. Você corta torto. Cola torto. Costura torto. Era para ser um cubo, mas virou uma pirâmide. May Day! May Day! É hora de desistir! Nem sempre perseverar vale a pena. Antes que atentar contra a própria vida com uma pistola de cola quente calibre 22, largue tudo como está! Vá pra rua, bata perna, dance hiphop, beba tequila. À noitinha, acenda uma vela (artesanal forradinha com frutas secas) pra Nossa Senhora da Tesourinha de Garça e outra (tipo gel com estrelinhas azuis) pro São Pompom e vá dormir o sono dos crafters. Amanhã será outro dia. (Tarja preta de novo, não!)

O texto é da Elisa do blog Ela fala e sai andando.